27 de maio de 2007

A culpa não é minha, não pode ser, não que a culpa seja dele, ele é tão bobo que não pode ser, talvez ninguém tenha culpa, ou talvez a culpa seja dela...não acho mesmo é que ninguém tem culpa, por mais dificil que seja aceitar, porque afinal quando estamos tristes a melhor coisa é colocar a culpa em alguém!
É só que ele é tão doce e bom comigo, assim como ninguém nunca foi, ele me da esperanças mesmo sem querer mesmo sem saber. O simples fato de pegá-lo me olhando de vez em quando, ou quando ele vem me consolar, saber como estou, isso me mata, porque me da esperanças e sei que não passam de esperanças.
A verdade é que quando amamos qualquer coisa nos da esperança, não gosto disso, tive esperanças demais e agora que sei que ele só me ve como amiga e não mulher sinto meu coração despedaçar. Ele não olhou para mim da primeira vez e não olha agora, mas eu já sabia isso então por que é tão dificil de aceitar o fato de ele não me querer?
Sei que da primeira vez eu contei, mas desse vez não foi nessessário, ele me disse que estava em outra pensando que eu como amiga me interessaria, aí esta a coisa: Eu não quero ser só amiga dele. Pelo que ele disse ele se sente exatamente como eu, só que eu me sinto assim em relação a ele e ele em relação a uma outra menina. Acho que foi bom ele não saber de nada, de como eu me sinto, da primeira vez pude notar em seus olhos que ele sentia pena de mim por não ser correspondida e também sentia remorso por não corresponder, desta vez não precisei ver isso, pois no fundo acho que se eu tivesse de ver a mesma cena novamente estaria pior que agora.
Com esse frio não posso nem comer um pote de sorvete e como estou sem dinheiro não posso comer pizza ou outras besteiras. Mas me sinto melhor em desabafar, sei que tem chance de isso ser lido por ele, mas não me importo mais, cansei de me importar, só te pesso que se ler não diga nada, porque isso seria doloroso demais.
Queria que a Love tivesse razão e que eu tivesse aos meus pés o bobo da corte, mas como eu disse depois pra Sweet invisto em todos os bobos o que chegar primeiro ganha, maldade minha? Sim é maldade minha, jamais faria isso. Ah se apenas um bobo em especial chegasse eu seria a garota mais feliz do mundo.

Texto pro bobo > by Princesa de Sal

Sinto seu chiero que me conforta e alegra
Sinto seu toque que me arrepia por inteira
Ouço sua voz pronunciando palavras que só me dão mais esperanças
Ouço meu pensamento alertando minha imaginação
Afinal não é segredo que você é apenas mais um delírio do meu coração

Outro:

Nada disso é novidade
É tudo uma grande confusão
Isso é uma calamidade
Uma brincadeira do meu coração

Não quero mais brincar,
Pare de me machucar.
Não finja não saber
Sei que pode me entender

Pena tudo ser em vão
Porque mesmo que eu não vá te falar
Sei bem que receberia outro não

Eu queria ir para outro lugar
Porque cansei de participar
De mais uma peça da minha imaginação.

Tá eu sei que o segundo ta péssimo mais o primeiro ta bom né?

Por hoje é só, volto outro dia para chorar mais.

25 de maio de 2007

Cartas inválidas

Briguei com meus pais por que cheguei em casa as sete horas da noite, não tinha hora para voltar, mas as seis horas eu liguei para casa avisando que voltaria lá pelas sete e que sairia em meia hora porque o metro estava muito cheio, meu pai brigou comigo e disse que era para voltar imediatamente, como o onibus demorou e o metro também cheguei em casa as sete, levei bronca, discuti um pouco e me tranquei no quarto até agora (21:28) bom minha mãe entrou durante um momento mais eu fui bem fria com ela.
Sei que o motivo da briga é muito futil para vocês que assistem de fora, mas para mim não foi. Fico revoltada porque nunca fui a uma balada, nem matinê e bom eu tenho quinze anos! Só saio a tarde e ainda assim a hora mais tarde que eu cheguei foi as oito horas, isso porque todas as vezes que eu não aviso que vou chegar um pouco mais tarde eu chego mais tarde que sete horas, sem levar bronca, quando eu aviso leo bronca? Então qual é a recompensa de ser uma boa garota?
Nunca fiz nada de errado tirando responder para as "autoridades" e tirar notas "baixas", sempre convivi com as mesmas amigas desde a sétima série e agora que encontrei uma classe que pensa como eu não posso sair com eles? Isso é no minimo injusto, digo a unica maneira de eles demonstrarem que confiam em mim, que tem orgulho de mim é com bens materiais, como dinheiro esta escasso eles liberam uma hora a mais....é tão dificil? Sabem com quem estou e onde estou o que raios posso fazer de errado que eles não vão reparar quando eu chegar em casa? Todos meus amigos podem chegar em casa até as oito...eu tenho que chegar antes das seis?
Mas ao mesmo tempo não posso ficar brava com eles, são meus pais e querem meu melhor, mesmo que de maneira errada, preciso focar na idéia de que no futuro vou agradecer. Pensei em escrever uma carta dizendo como me sinto já que se eu abrir a boca para falar vai chover bronca deles, mas mudei de idéia...se precisar eu flo...até lá...cansei de me importar!

21 de maio de 2007

Porque eu sei que não vai acontecer...

...nada do que eu sonho vai acontecer!

Não vou ser uma promotora famosa, não vou ser atriz, não vou ser bilionaria, não vou viver inumeros grandes amores, não vou ter um apartamento lindo, não vou conhcer meus idolos, não vou viver minhas estórias nem realizar meus sonhos.

Sabe quando bate aquela depressão e você simplesmente sem motivo algum sente uma enorme vontade de chorar? Não quer fazer mais nada só ficar em um canto quieta com suas mágoas. Hoje eu me senti assim, ainda sinto.

Tentando buscar um motivo me achei perdida em meio de inumeros sonhos, apenas sonhos, nenhum que possa se tornar realidade. Sempre soube que eu vivia deles, os mais impossiveis e mais bonitos sonhos, eles estavam sempre tão presentes na minha vida que nunca tentei cair na real, agora me arrependo. Vivi durante tanto tempo perdida em mim mesma que hoje vejo que a realidade é chata, sem graça o pior disso tudo é saber que mesmo que meus sonhos se tornem verdade não vai ser igual, pois, como o Dutra meu professor de português disse, sonhos são sonhos quando se tornam realidade perdem a graça e nós acabamos não dando valor, sim ele esta certo.

Eu queria tanto poder ter uma breve visão do meu futuro, ver alguma cena minima que seja, saber ao menos se serei feliz ou triste, se viverei algum de meus inumeros sonhos. Seria ótimo se isso acontecesse, se alguém me dissesse o que fazer, não meus pais, alguém maior que me guiasse, muitos diriam que esse é o trabalho de Deus, ou de meus anjos, mas no momento acho que eles estão um pouco ocupados com os mais nessessitados, tudo bem, não me importo, o que tiver de ser será não é mesmo?

Eu só gostaria que alguém, algum adulto me dissesse se seus sonhos foram realizados, os do meu pai não, era um sonho alto, mas não foi realizado e se meu sonho também não for realizado?

E se eu tiver que esperar até uma outra vida para viver um grande amor? Será que o que eu vivi foi um grande amor? Eu chamaria o que eu vivi de amor, mas não grande amor. E quanto a paixões? Será que viverei intensas paixões? Será que alguém já viveu um grande amor ou uma intensa paixão ou até mesmo ambos? Gostaria de saber quem de nós realizou um sonho e soube valorizar. Aqueles que nós vemos na televisão é aquele o sonhos deles? Eu queria viver aquilo, aquele é um dos meus sonhos, por que eles? Dizem que a grama do vizinho é sempre mais verde, isso é fato, sempre cobiçamos o dos outros sem dar valor ao que é nosso, será que é por isso que estou triste? Estou cansada de ver os outros se dando bem e não ganhar o que é meu? Tenho medo, se for isso eu sou uma invejosa e isso não é bom.

Só queria que alguém respondesse minhas duvidas, minhas perguntas e me desse esperanças, para em fim eu voltar a sonhar.

17 de maio de 2007

Brasil o país do faz de conta

Vi propagandas dizendo que os brasileiros não desistem nunca, mal sabem os produtores, mas essa propaganda me passou uma idéia de que nós brasileiros temos muitos motivos para desistir, mas ainda assim estamos na luta por um país melhor.
Nosso país é mal visto em todo o mundo, quem pensa o contrario vive de ilusões, alguns acham que aqui é uma selva onde a cada dia enfrentamos indios, outros pensam que é uma favela gigante, isso é fato, se um brasileiro em algum país europeu ou da américa do norte fala que é brasileiro será tratado muito mal, lógico que existem suas excesões, mas a idéia geral é a que importa.
Tanta corrupção e o Lula ainda no poder, porque não não fazemos logo um impcheman (ñ sei como escreve) e acabamos logo com essa palhaçada? Nos falta atitude e é isso que nos afunda, o cara conseguiu se reeleger! Isso é um absurdo, eu tenho 16 anos e consigo ver isso como vocês que votam não conseguem?
Não tenho orgulho de ser brasileira, na verdade tenho vergonha, e como não ter? Abra o jornal, leia uma revista e aí você também terá vergonha. Apesar da vergonha não posso negar que quero ver um dia esse paaraíso tropical, como muitos chamam, crescer e virar uma potencia, algo como algusn países europeus, por que não? Se todos trabalharmos juntos isso pode até acontecer, mas enquanto o Lula estiver no poder isso não passará de sonho.

12 de maio de 2007

Apaixonada por se apaixonar

Pode até parecer loucura, mas eu sou apaixonada por me apaixonar, sei que algumas pessoas dizem que isso é paixão pela vida, mas eu tenho minhas duvidas. Me classifiquei uma apaixonada por se apaixonar porque eu adoro estar apaixonada e se fico sem paixão sinto saudade, sabe saudade de sentir as coisas, eu me apaixono rápido e desapaixono também, é só querer e minha força de vontade é grande nesse caso. Tenho uma amiga que é assim, ela diz que por ter essa facilidade de começar e terminar ela nasceu para ser amante...será que eu também?
Gosto muito de saber que alguém me quer, me ama, e eu não estou falando dos meus pais nem da minha familia adoro eles, mas nesse quisito eles não contam, digo é bom se sentir amada sabe? É que faz um tempo que não me sinto assim, ás vezes se uma amizade vira amor não dura muito, eu costumava dizer que não ligo para o amor e sim paixão, porque se amor esfria vira amizade e se paixão esfria vira amor.

Sem ofensa principe, mas acho que terminamos aqui, no fundo você sabe que eu estou certa, virou amizade novamente, dói dizer isso, mas não dá para prolongar algo que tem que terminar. O fim chegou não de forma abrupta, mas devagar, tivemos nossos momentos e agora estou eu aqui falando para todos que terminou, não vou te ligar, não vou te escrever, não vou mandar presentes, esperar até a faculdade é demais e é por isso que nossos planos se quebram aqui, mas você já sabia não é? Quando me deu a pulseira você já sabia que depois daquele dia não haveria muito mais, obrigada por me dar os melhores momentos da minha vida, o melhor aprendizado, porque eu aprendi muito com você. Não me esqueça e juro nunca te esquecer, mas isso você também já sabe, eu nunca esqueço...supero. Obrigada por me conhecer tão bem, por me entender como ninguém. Te vejo em uma próxima vida, pois não vou te ver mais nessa, ser amigos doeria demais.
Love ya...forever...and...ever.

Alguns achariam ridiculo eu ter publicado o fim aqui, afinal é humiliante para ele, ai esta a coisa, voces não sabem que é ele, ninguém realmente sabe, as unicas que sabem entenderão, assim como ele e era o unico jeito de terminar, ele me entende...ele já fez isso, não estou dando troco nem nada, na verdade quando ele fez uma coisas dessas comigo quase matei ele, aí depois ficamos esse tempo sem se falar e quando me virei em tres para conseguir seu novo numero quebrei o trato, mas valeu...agora acabou. Aliás já acabou há tempos, no nosso ultimo encontro..sim agora vejo que foi uma despedida, mas nem sei porque estou escrevendo isso, já não faz mais sentido.
Sim, sei que quando comecei a escrever nesse post foi com um próposito e assunto diferente, mas vocês blogueiros de plantão sabem como é né? Os dedos simplesmente correm soltos pelo teclado e quando nós vemos...já escrevemos o que não deviamos, não que eu me arrependa de algo que escrevi aqui hoje, não me arrependo de nada do que eu fiz e sim do que eu não fiz.
A coisa é que no post de hoje eu decretei um fim a algo que já tinha acabado e como toquei no assunto de não me sentir amada o recado se encaixou, acho que não precisaria escrever a coisa em itálico se me sentisse amada certo? Falando nisso acabo de me lembrar de algo interessante: Toda vez que me aproximo demais de um garoto fico afim dele, depois desencano e fico amiga dele, outra coisa interessante é que se alguém esta afim de mim fico afim dele...estranha? eu? Magina!
Mas tirando essa coisa toda de eu ser extremamente carente, ok extremamente também é exagero, sou carente apenas, mas tirando isso acredito que sou...normal!

11 de maio de 2007

Rligiões e Crenças

Tudo começou porque meu pai é ateu, então minha mãe nunca pode me batizar, até que ela fez uma promessa e a promessa se realizou, o que significa que eu vou ter que ser batizada, eu e meu irmão Nikolas....duvido que ele vá aceitar isso, mas de uma menira ou outra ele sempre me surprende...eu comentei que não queria ser batizada foi quando minha tia começou a discutir religião!
Sim, discuti religião já é um erro porque é um assunto muito controverso e por isso nunca tem afim, além de cada um pensar algo diferente, mas discutir com a joci que sempre quer ter razão foi algo impossivel...discussão? disculpa quis dizer monologo! por que eu mal pude dizer algo!
Vejam bem, eu não sou católica, não tenho religião, acredito sim em deus e até em santos, bom alguns deles, aqueles que se mostraram "uteis"...enfim acredito em deus, santa catarina isso do catolisismo, depois também acredito em baralho cigano, ler sorte, cristais, incensos, acredito em astrologia, signos, estrelas, destino (nós fazemos acontecer), sorte, milagre, reencarnação, prática do bem agora para ser recompensado depois, quem a gente ama sempre irá nos vigiar depois de morto, o que nós tivemos aqui será recompensado em outra vida....e mais algumas coisas que não me lembro agora....sei que parece controverso, mas não é, na realidade é bem simples só que para mim...os outros não veem do mesmo jeito e eu aceito isso....de fato nem tenho certeza de que o que eu acredito seja verdade pois na maioria nunca tive provas...mas são coisa que eu decidi acreditar sem questionar.
A joci estudou muito o espiritismo e outras coisas lá...assim ela já se acha entendida do assunto...e eu com meus 16 insignificantes anos sou um zero a esquerda em relação a isso...o que não é verdade...já pesquisei varias coisas na net e acredito no que quero certo? não para ela é errado...ela simplesmente não aceita o fato de eu me rejeitar a ser batizada...não quero ser iniciada em uma religião que não acredito...sabe o q ela disse? que é para mim ao menos frequentar as aulas e falar com o padre sobre o que eu não acredito...imagina só a cara dele...eu me levanto e começo a meter o pau na igreja...o cara tem um infarte ali msm!
Me irritou profundamente o fato de ela não aceitar que eu com 16 anos posso muito bem ter cabeça para escolher no que acreditar...a idéia não esta formada...está em construção...mas quase pronta....porque derrubar tudo agora? Aliás porque os adultos tem essa mania irritante de achar que idade é tudo? Não dizem que os jovens também ensinam? Por que a idade é tão importante? Sei que com a idade se aprende muito, mas isso não é motivo para dizer que os jovens não sabem do que gostam, não sabem o que querem não entendem de nada! Acho isso simplesmente ridiculo....sempre mantenha a cabeça aberta...isso foi algo que aprendi com meus pais...não que eles tenham dado o exemplo...bom eles deram o exemplo do contrario e isso me fez pereber a realidade...eh complexo depois para escrever...tah não é complexo to com preguissa!!!
Apenas para finalizar gostaria de dizer que uma vez ouvi dizer que na verdade os homens se apegam a imagem de uma figura divina para poder superar os obstaculos, assim fica mais facil...não acho que de todo esta filosofia esta errada...acredito sim em coisas superiores, mas não nego ter duvidas em relação a elas, já que é dificil acreditar em algo que nunca tive provas de existencia (exceto coisas boas que aconteceram ou algo do tipo).

9 de maio de 2007

Presente atrasado

Meu aniversário foi dia 23/03 e hj eu recebi um presente de alguns amigos do colégio....foi inesperado demais! Não só pela data, mas é que eu também nem desconfiava....não sei quais pessoas participaram, mas foi tão legal! Recebi um livro....um que eu já queria a algun tempo (Tamanho 42 não é gorda - Meg Cabot) e agora eu estou lendo e estou adorando....realmente acertaram no livro!

São esses pequenos atos que nos fazem perceber o que são os amigos verdadeiros....e como disse não sei exatamente quem participou, mas tenho certeza que a maioria ali são meus amigos verdadeiros!
Porque amigos verdadeiros são aqueles que te amam mesmo sem serem amados.

Mas esses amigos verdadeiros eu amo!

Abram alas que o Papa vai passar

Hoje foi uma festa só na televisão aberta brasileira sabem o por que?
Porque o papa chegou ao Brasil!
No minimo 4 canais mostravam a mesma coisa...e eu num dia de chuva q nem esse querendo ver os filmes ruins da globo....q droga!
Não tenho nada contra o papa, nem a favor, mas acho que não era nessessaria a cobertura de 4 canais, é um pouco exagero, sei que "celebridades" assim não frequentan muito o Brasil (por que será?) então com a chegada dessa celebridade não se fla em outra coisa...mas 4 canais??

8 de maio de 2007

Sem tema...varios temas

Paris Hilton disse: Sou a vadia mais quente de L.A.

Paris Hilton e seus fãs que me perdõem, mas isso não é veridico!
Só porque a Lindsay Lohan anda um pouco afastada não quer dizer que ela não seja mais uma vadia! E a Britney? Ela esta louca não virou santa! Fiquei revoltada! Paris anda se achando muito, não que ela não se achasse antes, mas ainda assim estou revoltada!

Indico:
Uma série chamada Men in Threes

De uma das roteiristas e produtoras de "Sex and the City" e do diretor do filme "Johnny & June", chega "MEN IN TREES", um divertido e sexy drama sobre a busca do amor nos lugares mais inesperados.
Sarah Strange, Emily Bergl, Derek Richardson, James Tupper, Anne Heche, Abraham Benrubi, John Amos, Seana Kofoed e Suleka Mathew
Encontrar um bom homem no mundo de hoje não é tão difícil como muitas mulheres imaginam. Você tem que apenas ver os sinais. A técnica em relacionamentos Marin Frist (Anne Heche, "Everwood", "Nip/Tuck") sabe o que procurar, o que evitar e o que irá fazê-la feliz. Como muitas fãs de seus dois livros best-sellers poderiam dizer, nós estamos no comando de nossa própria felicidade.A felicidade pessoal de Marin inclui o futuro casamento com seu "homem perfeito". Mas como muitas pessoas cheias de conselhos, ela falhou ao aplicá-los nela mesma. No caminho para fazer uma palestra na remota cidade de Elmo, no Alasca, ela descobre que foi traída por seu noivo. Com os planos do casamento cancelados, Marin agora está presa numa cidade repleta da única coisa que ela não precisa: homens disponíveis. Ela chega à conclusão de que seu próximo passo seria permanecer em Elmo por um tempo e começar a escrever um novo livro, que será sobre um assunto que ela precisa de mais esclarecimentos — homens.Enquanto ela conhece os homens de Elmo, onde a proporção é de 10 habitantes do sexo masculino para cada mulher, Marin percebe que ela terá muito material de pesquisa. Como ela, eles sentem que estão, de alguma forma, presos entre o passado e o futuro, e tiveram muitos altos e baixos em sua busca por amor e realização.Os homens que fornecem o material para Marin escrever sobre o lado masculino nos relacionamentos incluem Buzz (John Amos, "The West Wing"), o piloto do único avião que voa até a cidade, e Ben (Abraham Benrubi, "ER"), o barman cujo secreto passado poderia chocar seus clientes. O adorável Patrick (Derek Richardson), um ávido fã de Marin, comanda o único hotel da cidade e a estação de rádio. E o nativo Jack (James Tupper, "Gilmore Girls") é um homem de poucas palavras que está interessado em proteger o meio-ambiente e, como os eventos irão mostrar, proteger Marin dele mesmo. Como não há muitas mulheres que possam se tornar amigas de Marin, sua editora Jane (Seana Kofoed) tenta apoiá-la à distância, mas acaba fazendo uma visita até Elmo. Uma jovem chamada Annie (Emily Bergl, "Taken"), para quem Marin deu um conselho em Nova York, decide apoiá-la no Alasca. A ex-roqueira Theresa (Sarah Strange, "life as we know it") continua namorando e terminando seu relacionamento com Ben. E também há Sara (Suleka Mathew, "The Dead Zone"), uma mãe solteira conhecida por seu trabalho na cidade. Marin descobre que ela estava vivendo com seus olhos fechados por muito tempo. Agora que eles finalmente estão abertos, ela vê um belo e incrível mundo ao seu redor, e pela primeira vez ela terá a chance de parar e respirar.

adoro essa série...espero que gostem


Referente ao primeiro comentario do primeiro post:
Malia tenho 16 anos....se eu não fizer tempestade num copo d'água com meus pais o blog fica sem assunto....mais sei que de fato vc esta certa!

6 de maio de 2007

Realidade Pintada

Hoje eu estava empacotando minhas compras do supermercado quando veio um senhor com deficiencia mental tentar me ajudar, eu já tinha terminado, mas ele insistiu em conduzir o carrinho até o carro eu não sabia o que fazer a situação era nova então permiti, meu pai ficou para trás pagando a compra, quando chegamos no carro eu avisei que eu teria que esperar meu pai abrir o carro, mas que ele podia voltar para o supermercado. o senhor perguntou meu nome e indagou se meu pai era quem ele pensava ser eu disse que sim mas que ele não precisava ir até meu pai ele insistiu em pedir a chave para meu pai quando ele chegou no meu pai (que já estava no meu campo de visão) não sei ele disse, mas vi os dois caminhando em direção ao carro, fiquei com medo que meu pai tivesse dito algo grosseiro ou coisa do tipo, mas quando vi que os dois caminhavam em direção ao carro fiquei mais calma. Quando meu pai abriu nós começamos a colocar as coisas dentro do carro, o senhor pegou uma sacola para ajudar foi quando meu pai disse algo que jamais imaginei:
- saia daqui, vai, vai. não queremos sua ajuda!! - ele foi estremamente grosseiro.
Fiquei com um pouco de pena do senhor que voltou ao supermercado muito triste, então comecei a discutir com meu pai dizendo que ele não podia ter feito isso, que o senhor só queria ajudar e que ele não precisava ser tão grosso. Meu pai retrucou que ele já havia negado ajuda antes, que o cara devai ter se tocado de que nós não precisavamos ajuda e que não é culpa dele o cara ser um idiota. Sei que meu pai é preconceituoso e insensivel porque nasceu numa época em que isso era comum, mas aquilo que ele disse me partiu o coração. Foi quando percebi que na verdade não tinha pena do senhor por sofrer muito esse tipo de preconceito, mas sim do meu pai por pensar daquela maneira. Talvez o senhor tenha até sorte, se é que não é hipocresia pensar assim, porque para chegar onde ele chegou ele deve ter tido muito amor em sua familia, e no supermercado as pessoas pareciam gostar muito dele. Talvez ele tenha mais sorte do que certas pessoas que vivem realidades horriveis nos suburbios, pois essas pessoas entendem perfeitamente o que acontece e ele não, ele ve tudo pintado.
Sei que estou sendo hipócrita, mas no fundo penso assim.

Texto tirado de um e-mail e editado por mim!

5 de maio de 2007

Pais tiranos filha submissa

Fico revoltada diante da tirania que exixte em nossa sociedade hoje em dia. Os pais MANDAM e os filhos obedecem, se a coisa é de outra maneira acaba por ser errada, mas de fato o errado não é eles mandarem? Acredito que se eles pedissem com o mesmo respeito e educação que nós temos com eles seria muito mais facil para nós obedecermos, se nós pudessemos opinar em nossa educação seriamos melhor preparados para o "mundo real". É certo que alguns pais sempre vão ser escravos dos filhos, estes são os que conversam demais. No meu caso eu sou escrava dos meus pais e do meu irmão, mas o ultimo não esta mais tão presente na lista levando em conta que ele esta passando o ano no exterior. Meus pais tem idade para serem meus avós, o pensamento deles é no minimo antiquado, não que eles façam questão de abrirem a mente para pensamentos novos, mas o conflito acontece quando eles impõem alguma coisa sem explicação, meu subconciente bloqueia a imposição, eu odeio que me ordenem algo sem explicação e isso eles fazem o tempo todo. O pior é que eu não posso discutir, brigar, me defender...minha alma anseia por uma defesa, mas minha mente controla a situação e me impede de responder para eles. como posso responder a meu pai de 66 anos? Ou então a minha mãe de 56? eu realmente gostaria de contestar, mas sei que é errado, então faço o que ordenam de cabeça baixa, mesmo que todos os dias me condene por isso.