29 de junho de 2007

Esse lirismo crônico que me consome...acabou!

Essa máscara triste e doentia que eu criei
Essa cilada estupida em que me meti
Esse amor platônico com que delirei
Esse garoto patético para quem sorri
---------------------------------------------------------------------------
Esse lirismo crônico que me consome e me persegue é enjoativo e cansativo, é algo que eu criei para mim e não conseguia sair, esquecer, mas finalmente depois de muito bater a cabeça na parede me livrei desse amor sem resposta que sentia por você. Não te esqueci, mas te superei e realmente sinto muito que as coisas para ti também não deram certo, deve ser horrivel ouvir algo como: Somos amigos demais para isso. Felizmente nunca tive que ouvir isso, meu principe disse que quem ama de verdade não tem medo de perder a amizade...eu concordei!
Não me arrependo, não deu certo, mas foi o melhor sonho que já vivi!
Ás vezes temos que arriscar, se não der certo torceremos para a amizade voltar, se for verdadeira vai voltar!
Não me declarei e não me arrependo, também não tenho pena de você por não ter dado certo com você, mas sem ofensa? Era algo que nós todos já sabiamos e não consigo ter pena de você, talvez meu coração esteja com vingança, mas acho que é pelo fato que quando deve ser é, quando não, foi melhor assim!
Caso contrario deveria sentir pena de mim mesma não?
Sempre temos horas boas, não gosto de andar com pena de mim mesma ou dos outros!
------------------------------------------------------------------------------
Essa besteira toda que já superei
Esse sonho absurdo que já esqueci

25 de junho de 2007

Simplesmente irritante...

Deus do céu, deve ser TPM! Talvez seja estresse por conta do medo da recuperação certa em agosto e das férias canceladas...mas ainda assim não é possivel! Como as pessoas podem me irritar tanto? Quer dizer duas das minhas tres melhores amigas estão me irritanto, acho que é convivencia demais, só pode ser.
O mundo tem me irritado, não só a sweet toda perfeitinha e a boba alegre da honey, mas meus pais briguentos, minha prima irresponsavel, o menino que se acha, o outro que não toma atitude, a concorrencia sem graça e principalmente o medo e o lirismo cronico que esta em minha mente e coração no momento!
Sabe quando chega uma hora que você começa a dar patada em todo mundo? Bom eu não dou patada em todo mundo porque tenho uma paciencia de...como é mesmo? Ditado estupido!!!!
Acho que deu para entender né?

Salvei a mata atlantica neste domingo! Sim, eu salvei ok? è que percebi que havia uma pequena fogueira perto das arvores, uma prima reparou que estava forte demais e a outra chamou o pai para ele ver se aqui estava certo....não estava certo. Meu tio começou a apagar e meus primos ajudaram com a água já que a mangueira não era suficiente. Foi dificil de controlar consideranto que estava "pequeno" fiquei imaginando se eu não tivesse vito, o fogo cresceu rápido e aquilo é mata atlantica poderia ser desastroso!
Ai, como é dificil ser heroina viu?
(uahuahuahauhauhauhauahuaah)
Também fiquei perdida na mata atlantica quando fui fazer trilha, é que meu primo idiota resolveu abrir a prórpia trilha e depois não sabiamos como voltar nem como seguir em frente...depois de meia hora indecisos meu outro primo nos salvou voltando pelo caminho certo. O ironico é que o primo que nos salvou tinha 3 anos a menos que o que nos perdeu!
Um tinha 16 o outro 13!
(aauahuahauhauahuahua)
Voltamos para o sitio como verdadeiros bandeirantes desbravadores da natureza, que abriram novos horizontes na temerosa e desconhecida mata atlantica.
Fiquei chocada ao saber que apesar de termos enfrentado a morte mus tios nem deram por nossa falta!!!
(auhauauahuahuahuahahuahuah)

No momento não tenho muita criatividade para postar porque estou ocupada demais com as notas que ainda não sairam mas me garantem uma recuperação amarga!

Mes que vem, no inicio dou um jeito de mudar o lay!

22 de junho de 2007

bom...faz um bom tempo que não falo de algo interessante sobre mim além do meu patético amor platonico então resolvi fazer este post para tualiza-los sobre minha vida! Putz fala a verdade sou muito legal neh?
Aposto que era o que vocês queria ler!
hauahuahauhauhauha
só pra desabafar?

Estudos
acho que vou bombar esse bimestre!
recuperação de pelo menos duas matérias...bem feito pra mim por ser viciada em net e ter preguissa de estudar!
hauhauahuahuah
to mal pelas minhas notas nas provas especificas, to estudando mais para o testão mas já estou quase conformada com a recuperação.
triste não é a recuperação e sim eu estar conformada neh?

Aulas de dança do ventre
naum eh anuncio!
eh que estou fazendo aulas de dança do ventre, saum aulas legais...mais auto destrutivas...fiz duas e sai completamente moida!!
apesar de ser mto mas mto legal!!
hauhauahuahuah

Gripe
acabei de sair de uma gripe chata demaiiss
tava falando completamente anasalado!
ai hj tomo banhu e lavo o cabelo depois vou pra fora da casa...acho que tem uma boa chance da gripe voltar né?
hauhauahuahuahuahua

acho que é só...prometo um post mais interessante da próxima vez ok?

21 de junho de 2007

Não conta pra ninguém!


E chegou a hora de revelar algumas coisas que ninguém sabe sobre mim *musica de suspense*

1) Sou timida!
Ninguém sabe, nem desconfiam e quando conto todos duvidam, mas sou timida. Com o tempo aprendi a driblar isso daí a razão para ninguém saber e todo mundo duvidar.

2) Gosto de ser o centro das atenções!
Sim sou egocentrica ao cubo e assim como a timidez aprendi a driblar. Hoje faço graça disso, mas é a tipica brincadeira que na real é verdade.

3) Sou complexada fisica e intelectualmente!
Sim, eu odeio meu nariz gigante e torto, minha boca pequena, meus seios grandes demais, minha bunda imperceptivel, minha testa grande, meu cabelo ruim, meus ombros largos, meu peso, meu pé grande e....acho melhor ficar por aqui.
Sim, também me acho burra, acho que isso se deve ao fato de eu só andar com pessoas de Q.I. claramente maior que o meu e isso é uma coisa que fica clara na hora de olhar o boletim. O pior é o sermão da minha mãe, a pena de algumas pessoas, sabe aqueles que te olha com aquela cara de "tadinha dela, tão burrinha".

4) Sou preguiçosa! - eleve isso a décima potencia por favor.
Odeio fazer qualquer coisa que envolva movimento, isso explica minhas notas, meu peso e até o fato de eu ser egocentrica³.

5) Sonho em ser famosa.
Adoro cantar, mas não tenho ritimo, nem voz, nem nada.
Adoro dançar, mas não tenho ritimo, nem soltura (corrigindo com dança do ventre), nem nada.
Adoro atuar e sou boa nisso, mas meus pais metralham isso com todas as forças deles e mesmo que eu saiba que sou boa sei que não vai acontecer...por causa deles e da minha preguissa de correr atrás.

Lista tirada do fundo do meu coração.
=P

Agora vou lhes dizer o porque deste nome (Princesa de Sal) diga-se de passagem ridiculo.

Estava eu deprimida porque dois garotos (um eu gostei ano passado e o outro é o bobo) chegaram a gostar da classe inteira (sou exagerada e sei disso) menos de mim. Estava me sentindo mal e deitei na cama ouvindo musica, o mais novo CD do RBD (Celestial), a primeira musica começou, "nossa que legal esse ritimo", ai pouco depois de 40 segundos de musica toca a seguinte parte da letra:
"Y essa vez no seré tu Princesa de Sal que al llorar cubre el mar de soledad.... " - ai vem o refrão
quando ouvi essa frase fiquei com ela na cabeça afinal não é em qualquer musica que se ouve essa coisa de Princesa de Sal né? Foi quando me dei conta que quem tem todos os garotos aos seus pés tem mel e quem faz eles figirem tem sal!
"Ah meu deus...elas tem mel e eu sal!" - pensei eu. Aí? aí formo!
Egocentrica³, patricinha, "mimada" = Princesa
Garotos de mim fogem = Sal
Princesa de Sal!
Sim uma coisa boba, tem quem me chame de canela (meu amigo alessandro...só pra ser do contra), mas até que se prove o contrario sou a...
Princesa de Sal - Aquela com quem ninguém combina

19 de junho de 2007

Ás vezes sem saber por quê...

...Me bate uma vontade de gritar, de bater em algo ou alguém, de chorar, de ouvir musica alta...ou até mesmo de fazer tudo ao mesmo tempo.
...Me bate uma saudade do tempo em que você estava comigo, do tempo em que eu sabia que nada nem ninguém iria me machucar.
...Me bate um vazio no peito como se faltasse alguém ali...como se faltasse você ali.
------------------------------------------------------------------------------------------------
Passei o dia triste sem saber porque, pensei que fosse porque quem eu quero ou penso que quero não me quer, mas ao mesmo tempo não era só isso. Depois pensei que fosse porque eu estava ligeiramente gripada, mas não era isso. Fiquei durante duas aulas tentando descobrir porque raios eu não conseguia sorrir e pensei em inumeras hipoteses, mas nenhuma se encaixava totalmente.
A unica coisa que tive certeza durante todo o dia é que eu queria gritar alto para todo mundo ouvir, eu queria bater no meu saco de boxe e queria deitar na minha cama ouvindo musica alto no meu diskman (pq mp3 quebro) e chorando baixinho.
Lembrei então do final do ano passado, uma época em que eu estava desiludida, perdida, triste. Tudo por causa de um garoto que não me queria, alías ele queria a todas menos a mim e minha alto estima estava lá embaixo. Lembrei também que foi quando eu estava assim que você apareceu na minha vida me trazendo os melhores dia que jamais imaginei viver.
Ah como eu queria que você estivesse aqui, mesmo que não como no final, mesmo que fosse como no começo. Eu só gostaria que a unica pessoa capaz de me dar colo sem perguntar por quê estivesse aqui do meu lado agora.
Porque tudo o que eu preciso no momento é colo e eu não tenho idéia do porque!
Tenho para mim que foi por ter acumulado coisas demais sem falar nada.
Talvez se eu tivesse dito ao bobo que estava afim dele novamente eu estivesse melhor.
Talvez se eu tivesse te dito que eu sinto sua falta a cada dia eu estivesse mais alegre
Talvez se eu tivesse ido melhor nas provas estivesse mais feliz.
Pena saber que são muitos talvez para poder resolver. Pena não poder resolver nenhum pois eu sei que se tivesse feito todos esses "talvez" tudo estaria mais complicado.
------------------------------------------------------------------------------------------------
...Me sinto pessada com tantas coisas guardadas e sei que só o tempo poderá cuidar delas.
...Me sinto cansada, desiludida...como se estivesse desistindo
...Me sinto intocavel pela felicidade.

------------------------------------------------------------------------------------------------
Quero muito levantar minha alto estima e seguir em frente, mas acho que virei mortal porque só minha força de vontade no momento não esta dando certo e isso me surpreende porque sempre deu certo. Quero não pensar que sou eu mesma que estou me afundando neste barco, mas acho que como sempre eu sou a culpada pelos meus barcos afundados...pelo simples fato deu me jogar demais nas coisas, pelo simples fato deu complicar tudo demais.
Gostaria de poder morrer durante alguns dias e que quando eu voltasse tudo estivesse perfeito, que todos estivessem felizes, mas como aprendi em minha aula de português hoje: A felicidade esta no caminho que temos que fazer para encontra-la.
------------------------------------------------------------------------------------------------
Ás vezes sem saber por quê quero voltar a viver a ótima vida que tinha antes de te conhecer



P.S: Ultima frase dedicada ao bobo.

15 de junho de 2007

Fantástica

Hoje me sinto invensivel, visivel, incompreensivel, me sinto viva.
Quero sair nas ruas e sentir o vento frio da manhã ou da noite, sentir o cheiro de chuva.
Não brincava quando disse que para mim mesma que uma mudança radical iria acontecer na minha personalidade, deixei por fim a máscara cair e senti a felicidade de ser eu mesma.
A garota que quer tudo no seu tempo e meu tempo é agora.
Aquela que fala na cara sem medo da resposta, a analitica e cauculista não a pobre invisivel que se joga de cabeça em abismos.
Sempre fui forte e independente, sempre disse a mim mesma que nada nem niguém poderia me mudar, você quase conseguiu, mas eu resisti. Como disse a Love tem gente que vem para nos mudar, como digo eu: Não é você que vai me mudar.
Gosto de mim mesma acima de tudo. Orgulho? Egoísmo? Pode ser, mas funcionou bem até agora. Sabe eu estava gostando mais de você do que de mim e não sei quanto ao resto do mundo, mas acho isso muito errado. "Ninguém vai gostar de mim se eu mesma não gostar"...é isso que minha mãe vive falando. Acho que ela tem razão.
Hoje posso dizer que te conheço muito bem, não que seja dificil, já te disse vc é previsivel...talvez não te conheça por inteiro, mas meu triunfo é saber que você também não viu nem sequer meia parte de mim.
Sou igual ao mundo e diferente do universo. Faço tempestades e dias de sol. Faço o que eu quero quando eu quero e com quem eu quero....pena ter me esquecido disse tanto tempo.
Me sinto livre...não tenho certeza do que me libertei, mas acho que seja o que for...é meio caminho andado não?
Tudo o que eu digo não vale nada, mudo de opinião constantemente, mas por mim mesma e não pelos outros, o que não quer dizer que não me importe com os outros...eu me importo e muito...deve ser disso que estou cansada ou talvez seja disso que me libertei.
Isso tudo não esta fazendo muito sentido, mas é que meu pensamento é mais rapido que meu sentido, sempre foi...ou talvez seja o simples fato de eu ter batido a cabeça no extintor hj (sério ainda tah doendo!) quem sabe?
Eu só sei que agora vou fazer tudo por mim. Porque cansei de estar mais em você do que em mim. Não vou mais te procurar...não vou mais precisar, aprendi que você é quem deve me procurar. Você é quem deve lutar por mim...não ao contrario (como era!)

Minininha apaixonada? Bláh! To é cansada!
Dá licença que tem quem me ache fantástica!

14 de junho de 2007

Jogador ou inoscente?

Durante nossa vida encontramos inumeros tipos de homens, há os jogadores que brincam com nossos corações, há os inoscentes que não sabem de nada, há os perfeitos que são os futuros maridos, há os lindos que sabem disso e por isso são chatos, há os amigos que mesmo que role clima no casal ele só quer amizade...enfim há diversos tipos.
Estou confusa o bobo especial as vezes da indiretas diretas e as vezes simplesmente me ignora, sei que ele esta afim de outra e que só me ve como amiga, também sei que ele já não é mais o garoto inoscente, mas isso me confunde. Se ele não esta afim de mim por que fica me dando essas indiretas tão diretas? Parece que ele faz de propósito, mas seria maldade dele já que ele não quer nada comigo e podem dizer o que quiserem, mas ele não é malvado. Talvez ele simplesmente seja inoscente demais, mas cada dia esta mais dificil de saber o que se passa na cabeça dele.
Pra falar a verdade cansei! Essa princesa aqui não vai mais ser ignorada pelo bobo da corte! Estou realmente precisando focalizar nos estudos e é isso que vou fazer nas próximas duas semanas. Como falei pra Love, vou mudar radicalmente, ser eu mesma pela primeira vez nos ultimos meses. Acho que gostei tanto desta máscara de menininha apaixonada que me esqueci de como é ser bom a garota independente.
Se ele não me quer tem quem queira, ainda não sei quem, mas sei que tem alguém e no fim é apenas isso que importa, vou levar a vida e esquece-lo mesmo que tenha que ficar com o coração estranhamente vazio, uma hora me acostumo, tenho que me acostumar. Vou curtir sozinha, o que não significa nessessáriamente que vou sair catando qualquer um, não sou uma vadia, sozinha é sozinha. Não preciso de homem para ser feliz e mesmo que não esteja acostumada e que esteja extremamente carente vou passar essa faze ruim do jeito que qualquer mortal passa......me matando de dedicação aos estudos, já que não trabalho.
Agora chega de me auto afirmar....
Gente fui mto mal nas P.Es....preciso de mto nota, mta nota msm!!
Vo me matar de estudar nessas duas semanas intaum se eu num posta mto vcs jah sabem ok?
proveito para agradecer ao carinho de todos vocês que comentam aqui, significa muito para mim viu?

10 de junho de 2007

Sozinha no jardim do amor



Ás vezes me pego caminhando sozinha pela cidade, olhando por todos os lados e tentando de achar. Ás vezes me impressiono vendo que já não penso em ti com costumava, vendo que cada dia que passa você se encontra mais longe de meus pensamentos e não reclamo, tento simplesmente deixar as coisas acontecerem pois já não aguento mais não ser correspondida por você. E a cada momento que me pego te olhando distraida tento me convencer que é simplesmente por ter curiosidade pelo assunto que você discute com seus amigos e amigas. Sei que o tempo me fará te esquecer e que até esse dia chegar muitas coisas vão acontecer, também sei que já não te vejo como te via e que talvez toda essa confusão no meu coração seja uma amizade mal resolvida.
--------------------
Sonho em ser pega de surpresa por um amor correspondido e mesmo que demore sei que esse dia vai chegar, pode parecer infantilidade minha, mas eu acredito em alma gemea, acredito que podemos viver uma vida sem conhcer essa outra metade de nós mesmos tendo o prazer de finalmente nos conhecer em uma outra vida. Isto não quer nessessariamente dizer que não seremos felizes se não conhecermos nossa alma gemea, mas nós temos que dar uma força para o destino criando nossa própria felicidade ao invé de sentar no sofá e esperar as coisas acontecerem. Neste meio tempo conheceremos amigos que nos darão força para seguir em frente e no fim tudo dará certo, sempre dá, não acredito naquele ditado que diz que se não tem solução solucionado esta, para mim se não tem solução é por falta de criatividade!

Ando me sinto só precisando de companhia, normalmente me sinto assim quando sei que quem eu gosto gosta de outra, eu sei que existem muitas mulheres disponiveis e sei que as que mais valem a pena são aquelas que menos chamam a atenção ou que são distraidas nesse assunto, ou as que são menos procuradas, é só que eu sou muito pouco procurada e as vezes preferia não ser assim. É dificil para qualquer garota ser rejeitada, assim como é dificil para ps garotos e sempre que penso que sou correspondida ou as coisas não dão certo ou simplesmente me engano e estou um pouco cansada de me enganar. Minha alto estima é bem alta isso não é segredo para ninguém, mas ela tembém pode ser abalada...e neste exato momento ela esta abalada.
Estou um pouco cansada de pensar e afirmar para mim mesma que eu sou melhor do que as outras ou melhor do que o garoto que não me ve do jeito que eu quero. É um ótimo pensamento, mas esta um pouco batido, estou um pouco afim de pensar coisas como "sim ele me merece", "ai meu deus ele gosta de mim", "ele realmente me conhece" e "nunca pensei que fosse ser tão feliz".
Sim estou carente isto não me é novidade.
--------------------
Ás vezes me vejo caminhando sozinha neste enorme jardim do amor, procurando alguém que mereça meu coração. Sinto raiva de mim mesma quando o entrego para quem não merece e me vejo fazendo o tão conhecido caminho da desilusão quando isso acontece. Você foi o primeiro com que eu não consegui me imaginar junto, por isso penso que talvez tenha sido apenas mais uma confusão do meu coração e que isto que eu sinto seja apenas uma amizade mal resolvida. Talvez esse pensamento acelere o ritual da superação e do esquecimento, se é que existe o esquecimento.
E a cada momento que vejo que não penso mais em ti me permito alguns segundos de saudade para depois esquecer de verdade.



7 de junho de 2007


Todo o tempo esteve por perto e eu fui incapaz de reconhcer como você é importante para mim, só deus sabe como fui injusta contigo, ainda me lembro de quando eramos crianças, todos os momentos que passamos juntos, os bons e ruim, as brincadeiras e as brigas, nas quais normalmente você levava a bronca.
Todas as vezes em que eu chorei de propósito para você levar a bronca.
Todas as brigas que nós tivemos em que depois de dois minutos eu caía ou algo do tipo e você, mesmo estando bravo comigo pela bronca que levou, parava na hora o que você estava fazendo e ia correndo ver se eu estava bem.
Todas as vezes em que brincavámos de brigar e você me deixava ganhar.
Todas as vezes que jogamos volei com bexiga na sala e a mamãe xingava a gente.
Todas as noites que ficavámos na recepção vendo filme com o papai.
Todas as vezes que jogamos taco na rua, que brincamos no mar, que brigamos pelo controle remoto.
Todas as vezes em que você se intrometeu em uma briga minha com a mamãe me defendendo.
Todas as vezes que você disse que minha maquiagem era exageradamente gótica...quando não chegava nem a ser dark.
Todas as vezes que você me zuou por causa da comida.
Todas as vezes que ficamos dias sem se ver mesmo morando na mesma casa.
Todas as vezes que você me levou para o colégio.
Me lembro de tudo e não te culpo de você não lembrar, ou, se lembar apenas dos momentos ruins, não, não te culpo, nem poderia, afinal eu fui a culpada não é mesmo?
Tenho conciencia de que fui muito, mas muito injusta com você, peço desculpas por isso e juro que serei uma irmã mais nova muito melhor de agora em diante, ou pelo menos depois que você voltar.
Porque você merece, você é o irmão mais velho que qualquer garota pediu a deus, você pode ser ciumento e tudo mais, mas você sempre esteve ali para mim e é disso que eu sempre vou me lembrar, hoje em dia não há mais irmãos mais velhos como você e eu tive a sorte de ter.
Obrigada...por tudo.


Algo que ainda vou dizer ao meu irmão.
Posted by Picasa

3 de junho de 2007

Falar

Dizem que quando não temos nada de bom a falar devemos nos calar, mas cada vez que nos calamos deixamos de nos conhecer e conhecer os outros um pouco mais, cada vez que nos calamos reprimimos nossos pensamentos e sentimentos nos tornando algo que não sei o que é, mas creio não ser algo bom. Devemos falar, falar tudo o que nos vem a mente e ver os resultados pois se não falarmos ficaremos eternamente imaginando como deveria ter sido, essa duvida que nos enlouquece pode ser evitada...é só falar. Falando o que pensamos e sentimos provavelmente não nos tornaremos mais populares e legais, mas certamente nós seremos mais respeitados.

Tirei essa lição de vida de uma série...triste eu sei...e gostei muito, percebi que o que faço aqui neste blog é falar, quando sento nesta cadeira e entro neste pagina de postagens minhas mãos percorrem o teclado sem medo de sensuras e gozações, elas fluem livremente escrevendo tudo o que se passa em minha cabeça, um desabafo que nem disse o Luiz (?), uma forma de fazer o mundo ver o que eu vejo, de sentir o que eu sinto...uma tentativa, frustrada talvez, de ser entendida.

Cansei de ter medo de mostrar como eu me sinto, resolvi ser corajosa na vida real também não apenas no meu mundo pink...resolvi falar o que eu sinto, vai ser dificil, mas sei que vai valer a pena.

Então da próxima vez que o bobo (especial) pergunta vou dizer que estou superando, quando ver o gato novamente (sei que vou ve-lo novamente) vou falar com ele, quando me perguntarem se esta tudo bem vou dizer a verdade ao invés de sorrir dizendo que sim. Vou finalmente ser eu mesma, mesmo sem saber quem sou.

2 de junho de 2007

Te vi e fugi

Eu andava distraida pelo shopping conversando com meus amigos, tinhamos que descer então fomos pela escada rolante, estava eu lá esperando chegar no andar de baixo quando vi uma pessoa uns dez degraus a baixo de nós, congelei. Eu conhecia a pessoa, o homem, eu o conhecia, aquelas costas largas, aqueles braços fortes, aquele corte de cabelo, aquele corpo perfeito, será? Já me anganei antes, mas, ele vira o rosto e fica de perfil para mim,não! Concidencia demais, não pode ser! Comento com a Sweet e com a Érica minha quase certeza, elas olham, ele chega no andar de baixo e vira para o lado oposto ficando de frente para mim. Meu deus! É ele! Não posso acreditar! Meu estomago da uma cambalhota. Meu coração para de bater. Minha mente explode em pensamentos. Mesmo que eu aparente estar normal, comento com o Max e o Dud´s...Max me zoa, perdi o gato (?) de vista, devo me alegrar por ele não ter me visto? Devo me chatear? Afinal meio mundo disse que eu fiquei bem com o novo look, mas eu sou somente a garotinha, look nenhum ia fazer ele me ver diferente...será? Meus olhos o procuram ansiosa, não o acho....droga! AI! O Bobo (da corte, o especial) tá aqui! Mas e daí? Ele não me vê mesmo! Cade a droga do gato?! Perdi, mas ainda olhava ansiosa, as meninas acham ele bonito...nun diga! Preciso falar com a Love! Tenho que ir embora do shopping, uma ultima olhada rápida pelo pátil...droga, ele foi embora...e eu também.
Fazia quase um ano que eu não o via e a ultima vez que eu o vi não foi muito agradavel, ainda lembro como se tivesse sido a cinco minutos atrás, eu dentro do carro, farol vermelho e ele atravessa bem na nossa frente no maior love com a menina que esta com ele, ouço um barulho...descubro na hora o que é...é meu coração partindo ao meio, ele tem namorada e eu sou a garotinha!
Sim é uma história emo real...aconteceu hoje mesmo e eu chegei em casa e corri pra cá pra conta...precisava fala e a Love tava na Cristal, não deu pra conversar direito...só me lembro de duas coisas quando penso nesse gato...porque ele é gato...não bobo: É, ela cresceu e Ele não consegue.

1 de junho de 2007

Andando por ai...

¬¬Andando por aí, perdida em meu mundo pink (pq cor de rosa eh eh comum demais) e acabei percebendo que talvez eu seja ingenua demais...é que eu sempre me jogo de cabeça e com vontade nas coisas, isso nem sempre é bom, porque acreditar demais pode ser dolorido quando o que acreditamos da errado.
Costumo acreditar nas pessoas, acredito que cada um de nós tem algo de muito bom para oferecer ao mundo, mesmo que essa coisa boa esteja escondida, e as pessoas podem me decepcionar muito fazendo coisas ruins comigo, eu sempre vou achar que ela é boa e que a bondade esta apenas escondida.
O mesmo acontece com sentimentos eu sempre radicalizo, se eu gosto crio inumeras esperanças e sonho ao máximo, depois sinto pena de mim mesma por ter conciencia que é apenas um sonho. Se não gosto mantenho distancia e imagino coisas ruins (que a pessoa faz) depois sinto pena da pessoa não descobrir seu lado bom e de mim por julgar demais me achando inatingivel.
Julgamento é outra coisa que eu faço de errado, julgo demais as pessoas, me justifico dizendo que também sou muito julgada, mas a verdade sei que julgar é errado e que nada justifica, mas é inevitavel, quando vejo já era. Pode parecer dificil de acreditar já que meu orgulho é conhecido, mas costumo reconhcer quando julgo errado, sei que vai soar prepotente, mas isso não acontece com frequencia, eu julgar errado. Por ser muito julgada (é ser patty é dificil!) deveria ter me acostumado com isso, mas é dificil, eu me importo com o que os outros dizem e pensam de mim, e prefiro que falem na minha cara, porque é melhor saber pela pessoa que pelos outros certo?
Ah, outra coisa que me faz pensar que eu sou ingenua é que mesmo depois que uma coisa da errado e/ou eu me decepciono muito eu tirou uma lição, vejo aquilo como um erro que não vai se repetir, sem generalizar claro, isso seria errado demais.

¬¬Andando por aí perdida em meus pensamentos malucos me lembrei de algo que me aconteceu este ano, na verdade foram duas coisas que me fizeram refletir muito. A primeira é uma longa história que prometo resumir ao máximo, mas vou usar nomes reais, não vejo motivo para omiti-los.
Tudo começou quando eu tinha apenas cinco meses de idade, meu pai comprou um hotel na praia, em Ilhabela, lá passamos a "viver". Quando eu tinha cinco anos uma nova recepcionista foi contratada, desde então criei um laço muito forte com ela, ela cuidava de mim, se importava comigo e minha familia, assim como nós nos importavamos com ela. Ajudamos muito ela, muito mesmo e quando meus pais não estavam por perto ela que tomava conta de mim. Eu realmente gostava muito dela, era como se ela fosse algo parecido com uma segunda mãe para mim. Em novembro do ano passado meu pai vendeu o hotel e veio parã SP, eu, minha mãe e meu irmão já moravamos aqui há algum tempo, mas sempre íamos para Ilhabela, chegando aqui ele passou a reparar algumas coisas erradas e quando descobrimos a verdade foi um choque. Elaine tentou esconder seus atos até o ultimo minuto, mas meus pais foram mais inteligentes e espertos e continuaram a investigar, não vou dizer exatamente o que ela fez, vocês não precisam saber, mas foi feio, muito feio. Detalhe? ela morou na kinha casa por pelo menos tres meses, e ela fez "isso" até aqui, na minha casa. Quando meus pais descobriram e ela finalmente se deu por vencida saiu do trabalho e veio para casa, começou a arrumar as coisas dela, já que meus pais não estavam em casa pois tinham ido tirar essa história a limpo. Enquanto ela arrumava as coisas me dizia que o que ela fez foi para nosso bem, que ela nos amava como se fossemos a familia dela, que ela jamais desejaria nosso mal, que eu era muito mas muito importante mesmo para ela e que ela ia embora porque meus pais nunca ia perdoar ela. Na versão dela eu acreditei e tentei consola-la e quando meus pais chegaram tratei de deixar eles a sós, depois quando voltei ela já não estava mais lá e eu nunca mais vi ela. Minha mãe me contou a verdade e eu fiquei muito decepcionada, me senti um lixo por ter me apegado tanto a uma traíra mentirosa sem amor no corção, porque se ela nos considerasse tanto assim não teria feito o que fez. Sei que a história esta um pouco confusa, mas acho que da para entender a base né? Meu mundo desabou, eu não tinha certeza de mais nada, estava tudo tão confuso, um furacão que levou tudo com ele. Ás vezes penso que seria bom ve-la novamente para poder dizer como eu me sinto para ela, mas tenho medo que fazendo isso eu a deixe "ganhar" afinal uma das unicas coisas que eu achava saber não era verdade. Não chorei, quando eu fico muito triste não choro, fico atônita, e eu fiquei assim por um tempo. Não me arrependo de ter estado com ela, me arrependo de ter amado ela, mas não posso negar uma coisa: Ela me ensinou duas coisas valiosissimas que eu nunca vou esquecer: Meninos de 16 anos não gostam de verdade (a maioria) e o mais importante: Nunca, jamais minta para seus pais, eles vão acabar sabendo e pode ser pior no final. Não se preocupe da ultima não vou esquecer, é algo que minha mãe sempre disse, que a mentira é que machuca e qua a verdade sempre aparece, o que nos leva a concluir que a mentira é uma tremenda perda de tempo, por mais branca que seja e ultimamente eu tenho evitado perder tempo.
A segunda coisa é que uns tres meses atrás meu tio teve um derrame e ficou muito mal, agora ele se recupera bem, foi junto com a coisa da elaine (que eu citei a cima) e essa coisa do meu tio me fez pensar sobre meus pais, eles são velhos e de repente me bateu um medo de perde-los, um medo de saber que nunca mais vou ve-los, me senti idiota por brigar tanto com eles, por questionar tanto, por nunca demosntrar meu amor, quer dizer sei que vou sentir falta disso um dia e eu não quero que esse dia chegue, por mais chato que seja ter meus pais enchendo meu saco dia e noite pior seria não ter eles aqui. Não ouvir suas brigas, não obedecer suas ordens, não lhes fazer favores toscos, não chorar de raiva por não discutir com eles, não ve-los me cobrindo a noite mesmo depois de quinze anos, não me sentir culpada por gastar demais o dinheiro deles, não encontrar o carro deles na garagem ou na frente da escola naquele dia em que voce reza para não voltar de onibus, não ouvir aqueles berros de "coloca o agasalho" "não anda descalça" e "fecha a janela", não chegar brava no colégio por ter discutido com eles. Sim seria terrivel não ter mais essas coisas que me irritam tanto, mas que já fazem parte da minha rotina, queria poder guarda-los em uma coixa e abrir toda vez que eu quisesse ou precisasse para ouvir seus sabios conselhos, uma caixa mágica onde o tempo não passava, mas onde claro eles seriam muito felizes, porque acima de tudo, depois de tanto que eles lutaram por mim isso é o minimo que devo a eles, uma vida feliz, ou pelo menos o mais feliz que eu puder deixá-los. São os seres mais odiados por mim, mas ainda assim as pessoas que eu mais amo no mundo.

¬¬Andando por ai percebi que estou me analisando mais, que estou mais emotiva e que sim estou mais racional.