6 de maio de 2013

De tantas que sou…

 

OgAAACHOuh1jjr5GLdQFry5tkVKoa4HE846hMQVcwlZfUoJ-2mxi5S80SEdQM2DAvVsf6qJxmVpU1ZIJEfFcvNhVCrcAm1T1UJeq5Td6cam17RdWXWSMfNSTIZ8D

…no fim nem sei quem sou. Quero ser como as personagens que vivem na minha cabeça: complexa demais, problemática demais, trabalhosa e impulsiva, irresponsável, irrefreável; ou quem sabe simples, vendo tudo em preto e branco, sem dúvidas, meias palavras ou preocupações, talvez até fútil, mas sempre doce; gostaria de ser uma mulher cheia de mistérios, com um passado desconhecido e escondido, com arrependimentos a me atormentar, mas força para seguir em frente e enfrentar tudo de cabeça erguida, até minhas piores verdades…

Mas ao invés disso só sei quem fui: já fui a Princesa de Sal, doce, apaixonada, sempre de birra com os pais, sempre a sombra do irmão, uma criança com a inocência a flor da pele; depois fui a Cinderela Complexa(da), que achava que a resposta de seus problemas era um príncipe em um cavalo negro, que já tinha tido algumas decepções, que não sabia lidar consigo mesma, não se aceitava completamente e acreditava em tudo o que lhe diziam sobre si mesma; e por último fui Neëh!, tentei deixar de ser, mas minha criatividade emperrou, não soube de outro nome para me chamar, me definir, por fim resolvi encarar a realidade de que ainda sou Neëh!; ainda sou essa jovem mulher em formação, que quer um romance sólido, que já sofreu perdas e decepções, que acredita mais em si mesma do que nos outros e aprende a se defender sozinha, enfrentar a vida de cabeça erguida e correr atrás de seus sonhos sem tantos medos.

Achei que já tinha deixado de ser Neëh! porque senti que estava mudando, estou mudando, sinto que vem algo grande por aí e achei que me mudar aqui seria o primeiro passo para enfrentar essa mudança, mas agora penso que a Neëh! como um todo é cheia de mudanças, ela entrou na minha vida em uma fase de transição, na fase do cursinho, da morte do meu pai, de Franca… foi uma fase em que eu estava me construindo e acho que ainda estou, por isso não consegui mudar de identidade, ainda sou essa transição, ainda sou Neëh!

Nenhum comentário: