30 de setembro de 2014

Olha ali

tumblr_lkl3z8PopA1qfvxsao1_500

Nesse exato momento, olhando para trás, nada muito longe, logo ali atrás, eu percebo que estou deixando um pouco de lado minhas expectativas. Aliás, mais importante do que isso, deixando de lado minhas frustrações diante de expectativas não cumpridas. Não estou mais me cobrando tanto a realização de certas coisas, estou um pouco mais paciente e tolerante comigo mesmo. Claro, ainda sinto aquela sede louca de futuro, aquela raiva de não conseguir o que eu quero ou não fazer o que queria fazer, mas passei a aceitar um pouco mais minhas limitações. Isso não quer dizer que eu não vou fazer nada para sair dos meus limites, pelo contrário, quer dizer que antes de sair me forçando a empurrá-los eu vou estudar, entender e então achar um jeito um pouco menos dolorido de romper essas barreiras.

Eu fiz algumas coisas importantes esse ano e é extremamente necessário reconhecer isso! Eu falei com o bonitinho, pelo face, mas falei. Eu saí com um cara, e eu nem conhecia ele antes. Eu descobri o feminismo e isso me ajudou a aceitar melhor meu corpo, respeitar minhas vontades e me despir de julgamentos. Eu parei de me desesperar com coisas pequenas, aceitar melhor minhas responsabilidades e culpas. Eu passei a entender um pouco mais da sociedade e as pessoas ao meu redor. Eu parei de me cobrar tanto.

Eu ainda quero mais algumas coisas antes do fim do ano. Eu quero falar pessoalmente com o bonitinho. Eu quero beijar um desconhecido, talvez em uma balada no Canadá. Eu quero sair com o Cadú, mas isso eu duvido que realize. E quero continuar sem me cobrar tanto, viver essa vida sem tanto stress, não me importar tem um quê de leveza que só me tras alegria. E eu posso nem realizar essas coisas, mas hoje sinto uma coragem que vem só do tentar e não da esperança de alcançar, isso é motivador.

Pensar só no agora pode ser algo desesperador nos outros, mas as vezes é exatamente isso que nós precisamos.

Nenhum comentário: