13 de agosto de 2018

Carta de dia dos pais

Eu descobri ontem que você chorou quando você ficou sabendo que estava com câncer de novo. Me doeu o coração saber disso. Doeu porque eu não sabia da sua angústia e não pude te consolar. Talvez eu nem fosse capaz disso naquela época, mas ontem eu era e queria ter podido te consolar.

Ontem senti, pela primeira vez no dia dos pais, vontade de que você estivesse aqui. Me perguntei como seria nossa relação hoje se você estivesse vivo, se nós brigaríamos mais ou menos, se você estaria feliz comigo. Fiquei pensando que eu queria ter demonstrado mais como você era importante para mim, ter demonstrado mais meu amor por você, ter sido mais carinhosa.

Você deve saber o quão importante foi, e ainda é, para mim, até porque minha mãe vive dizendo que eu sou igualzinha você e acho que isso já diz tudo. Mas eu queria ter podido demonstrar mais, fazer com que você sentisse isso, escutasse isso de mim, e não apenas lesse nas entrelinhas.

Eu sei que nem sempre penso em você, vivo minha vida sem dar muita atenção à saudade, mas ela está aqui e sempre vai estar. Você me deu tudo o que podia dar em termos de amor, carinho e proteção e eu serei não apenas eternamente grata por isso, mas também resultado disso.

Obrigada pai, por ser meu pai.

Nenhum comentário: